frittata de queijo de cabra, tomates e cogumelos

Imagem

frittata ou omelete? frittata, lá da itália! una frittata, per favore! 

olha, eu fui fuxicar o google pra descobrir a diferença entre uma omelete e uma frittata pra não dar informação errada pra vocês. a frittata é italiana, leva vários ingredientes e a finalização é no forno. a omelete é francesa, toda feita na frigideira e o recheio entra depois. eu já tentei fazer omelete e vou confessar que o resultado da frittata foi beeem melhor. e sabendo como faz a frittata você pode mais uma vez usar sua imaginação e sua geladeira cheia de restos e preparar um jantar supimpa, saudável e delícia. 

Imagem

ingredientes: 

  • 7 ovos
  • 50g de parmesão ralado (um saquinho)
  • 200g de cogumelo fatiado
  • um punhado generoso de manjericão
  • 8-10 tomates cereja 
  • 8 bolinhas de queijo de cabra
  • sal e pimenta
  • azeite extra virgem

Imagem

como faz: pré-aqueça o forno na temperatura alta. coloque os ovos e metade do queijo em um recipiente, bata bem para misturar clara/gema, tempere com pimenta e sal e reserve. fatie seus cogumelos e corte os tomates em 2 ou 3 partes, dependendo do tamanho. numa frigideira em fogo médio, coloque os cogumelos com 2 colheres de azeite, mexa e deixe por 5 minutos. adicione os tomates, 4 bolinhas de queijo, misture bem e adicione os ovos batidos. misture bem, coloque o manjericão por cima e deixe por uns 8-10 minutos. salpique o resto do queijo parmesão e de cabra e coloque no forno por uns 10 minutos. esse tempo pode variar um pouco dependendo da temperatura do seu forno, fique de olho até que o centro pareça cozido e fique mais douradinho. vai bem sozinho ou com uma salada verde a qualquer hora do dia 🙂

 

Anúncios

panzanella

Imagem

olha, eu não sou muito de competições. não curto. tenho preguiça. deixo os outros ganharem. deve ser porque quando eu era pequena eu era ruim de competir e fiquei traumatizada. na verdade a única pessoa que eu gosto de competir é comigo mesma, uma coisa meio maníaca. então resolvi participar do desafio do mês do panelinha porque eu queria tirar uma foto bonita e, acima de tudo, provar a receita (lógico!). já adianto que deu super certo, que delícia! uma saladinha bem veranesca mesmo!

eu fui pesquisar um pouco e achei muuuitas variações. com alcaparra, sem pepino, com queijo, com pimentão, com anchova, enfim… você pode ir adaptando e fazer a sua versão favorita. a receita do desafio está aqui, mas vou copiar aqui embaixo também. 

Imagem

ingredientes:

  • 2 tomates bem maduros, sem pele
  • 4 a 6 fatias de pão amanhecido
  • 1 cebola-roxa
  • 1 pepino
  • um punhado de manjericão
  • 2 colheres (sopa) / 30 ml de vinagre de vinho branco
  • 6 colheres (sopa) / 90 ml de azeite extra-virgem
  • sal e pimenta-do-reino a gosto

Imagem

preparo: 1. Se a casca das fatias de pão estiver muito dura, corte-a. Coloque de molho numa tigela, cobrindo com água e 1 colher (sopa) de vinagre de vinho branco. Deixe o pão amolecer, mas sem excessos: não é para virar uma papa. Quanto tempo leva? Depende da consistência do pão. Retire da água, reserve. 2. Tire a pele dos tomates e corte-os em cubos, aproveitando inclusive a “água” que se desprende. Coloque-os numa saladeira. 3. Descasque e corte a cebola em rodelas bem finas; corte o pepino, também em fatias fininhas. Junte tudo aos tomates. 4. Rasgue o pão amolecido em pedaços pequenos, com as mãos. Adicione à saladeira. 5. Rasgue as folhas de manjericão e agregue. Tempere com sal, pimenta-do-reino, 2 colheres (sopa) de vinagre e uma generosa quantidade de azeite, no mínimo 6 colheres. Mexa bem, de modo que o pão absorva todo o azeite, o vinagre, o sal e a pimenta. 6. Cubra com filme e deixe na geladeira por 1 hora. Leve à mesa alguns minutos antes de servir, para que volte à temperatura ambiente.

 

 

bruschettas

Imagem

receita moleza de bruschettas para servir de entrada. para essas eu usei shitake desidratado e tomate italiano. normalmente no supermercado esses cogumelos desidratados são caros e vem bem pouquinho, então para valer a pena você pode comprar em lojas de produtos orientais. no cadeg, por exemplo, um pacotão de funghi desidratado sai por R$14.

Imagem

ingredientes:

– pão italiano

-para a bruschetta de tomate:

  • 5 tomates italianos
  • azeite de oliva
  • 4 dentes de alho picado
  • 1 punhado de manjericão fresco
  • sal e pimenta moída na hora

-para a bruschetta de funghi:

  • 200g de funghi desidratado
  • 2 colheres de sopa de creme de leite
  • 2 colheres de sopa de manteiga
  • 1 taça de vinho tinto
  • 1 punhado de salsa
  • pimenta moída na hora

Imagem

como faz: antes de tudo, coloque o funghi para hidratar (é só colocar numa tigela com água e deixar por uns 30min). pré-aqueça o forno na temperatura média. corte seu pão italiano, caso não venha cortado, em fatias de aproximadamente 1,5cm. espalhe as fatias em uma travessa que vá ao forno, regue com um pouco de azeite e leve ao forno por uns 15 minutos.

para preparar a bruschetta de tomate, é só misturar os tomates cortados em cubinhos, o azeite, alho, pimenta, sal e manjericão.

para a de funghi, você vai precisar de um pouco mais de tempo. escorra e seque bem o funghi. derreta a manteiga em uma frigideira, adicione o funghi e deixe amolecer um pouco. depois coloque o vinho e o creme de leite e mexa esporadicamente por uns 10 minutos, ou até o funghi estar bem cozido. apague o fogo, coloque a salsa picada e misture bem. se por acaso sobrar algum “caldo” dessa mistura, descarte antes de servir. o ideal é que os cogumelos fiquem bem macios e absorvam todos os líquidos.

eu prefiro servir o “topo” da bruschetta separadamente, para que cada pessoa se sirva com a quantidade que quiser. mas você também pode servi-las já montadas.

jamie’s carbonara

Imagem

esse é um dos pratos mais gordos e deliciosos que eu conheço. a primeira vez que eu fiz, foi um domingo preguiçoso que não tinha “nada” pra comer em casa. então resolvi fazer a receita que tem nesse livro do jamie oliver querido. você também pode achar a versão em inglês aqui. o bom desse prato é que você não precisa de muita coisa. ovo, creme de leite, queijo ralado, macarrão, linguiça e foi. da primeira vez que fiz, usei o que tinha: queijo ralado boa nata de saquinho, creme de leite de latinha e por aí vai. da segunda, creme de leite fresco, queijo parmesão ralado na hora e linguiça defumada. a diferença é notável e confesso que ficou muito mais saboroso do que o carbonara original que eu comi em roma! normalmente eu dobro a receita para a mesma quantidade de massa (menos a linguiça e bacon) porque gosto de muito molho.

ingredientes:

  • 1 pacote de massa de 500g (de preferência uma massa comprida tipo talharim ou spaghetti)
  • 100ml de creme de leite
  • 4 gemas de ovos grandes
  • 100g de queijo parmesão
  • 2 linguiças tipo toscana
  • 2 pedaços de bacon
  • salsa
  • raspas de um limão pequeno
  • pimenta moída na hora e sal

como faz: corte o bacon em pedaços pequeninos e reserve. com uma faquinha, faça um corte raso na linguiça e retire a pele toda. divida e linguiça em diversas partes e enrole-as como pequenas almondegas e reserve. em um recipiente, misture as gemas dos ovos, o creme de leite, o parmesão, as raspas de limão e a salsa picada. tempere com sal e pimenta e prove. em uma frigideira com um pouco de azeite, frite as linguiças, junte o bacon e vá misturando até estar tudo frito. escorra a massa, mas use algum recipiente embaixo do escorredor para reservar a água*. na panela da massa, junte a mistura, uma concha da água da massa, o bacon e linguiça e a massa. o molho deve ficar cremoso, caso seja necessário coloque mais água para que fique no ponto de sua preferência. atenção: você precisa ser rápido no processo de misturar tudo e servir. o ovo não deve cozinhar! uma das massas mais deliciosas que eu já provei. um viva para o jamie!

* essa dica serve para qualquer massa que você fizer. reserva a água escorrida da massa e use uma concha para misturar com o molho. o acabamento fica perfeito e o molho fica mais encorpado e sedoso.