salada no pote

Imagem

a tal da salada no pote tá aí, tem um monte de gente falando dela. salada no pote não conta como receita. conta como compartilhamento de experiência. eu tenho um pouco de preguiça dessas “ondas” de receitas e ingredientes, porque pra acompanhar tudo haja paciência, tempo e dinheiro. mas eu resolvi testar a salada no pote, e confesso que fiquei muito satisfeita com o resultado. achei uma coisa bem esperta, sabe? durante anos eu levei minhas saladinhas de lá pra cá num tupperware, e se você já fez isso você sabe que a chance de você abrir o tupperware e tudo estar feio e misturado e bagunçado é enorme! o que acontece com o pote de vidro é que ele conserva super bem a comida e você consegue organizar os ingredientes de forma que eles não se misturem.

a ordem indicada é: 1. molho no fundo. 2. ingredientes que possam misturar com o molho (mais sólidos, digamos assim), como milho, tomate cereja, pepino, cebola etc. 3. queijos, grãos, tomate, massa etc. 4. folhas. a lógica é manter mais pro fundo o que pode ficar em contato com o molho sem estragar, desmanchar ou murchar. mole, né?

dito isso, divirta-se! junte seus ingredientes favoritos, coloque no potito e coma bem! também vale deixar o potinho pronto pra jantar durante a semana na geladeira. essa da foto tem: azeite, vinagre balsâmico, champignon, tomate cereja, mini milho, queijo de cabra, palmito, atum, broto de alfafa, chicória e agrião. eu sei que parece uma merreca, mas quando você coloca no prato vira uma montanha de comida 🙂 

panzanella

Imagem

olha, eu não sou muito de competições. não curto. tenho preguiça. deixo os outros ganharem. deve ser porque quando eu era pequena eu era ruim de competir e fiquei traumatizada. na verdade a única pessoa que eu gosto de competir é comigo mesma, uma coisa meio maníaca. então resolvi participar do desafio do mês do panelinha porque eu queria tirar uma foto bonita e, acima de tudo, provar a receita (lógico!). já adianto que deu super certo, que delícia! uma saladinha bem veranesca mesmo!

eu fui pesquisar um pouco e achei muuuitas variações. com alcaparra, sem pepino, com queijo, com pimentão, com anchova, enfim… você pode ir adaptando e fazer a sua versão favorita. a receita do desafio está aqui, mas vou copiar aqui embaixo também. 

Imagem

ingredientes:

  • 2 tomates bem maduros, sem pele
  • 4 a 6 fatias de pão amanhecido
  • 1 cebola-roxa
  • 1 pepino
  • um punhado de manjericão
  • 2 colheres (sopa) / 30 ml de vinagre de vinho branco
  • 6 colheres (sopa) / 90 ml de azeite extra-virgem
  • sal e pimenta-do-reino a gosto

Imagem

preparo: 1. Se a casca das fatias de pão estiver muito dura, corte-a. Coloque de molho numa tigela, cobrindo com água e 1 colher (sopa) de vinagre de vinho branco. Deixe o pão amolecer, mas sem excessos: não é para virar uma papa. Quanto tempo leva? Depende da consistência do pão. Retire da água, reserve. 2. Tire a pele dos tomates e corte-os em cubos, aproveitando inclusive a “água” que se desprende. Coloque-os numa saladeira. 3. Descasque e corte a cebola em rodelas bem finas; corte o pepino, também em fatias fininhas. Junte tudo aos tomates. 4. Rasgue o pão amolecido em pedaços pequenos, com as mãos. Adicione à saladeira. 5. Rasgue as folhas de manjericão e agregue. Tempere com sal, pimenta-do-reino, 2 colheres (sopa) de vinagre e uma generosa quantidade de azeite, no mínimo 6 colheres. Mexa bem, de modo que o pão absorva todo o azeite, o vinagre, o sal e a pimenta. 6. Cubra com filme e deixe na geladeira por 1 hora. Leve à mesa alguns minutos antes de servir, para que volte à temperatura ambiente.

 

 

salada com molho de iogurte

Image

adoro salada. adoro agrião. eu posso comer um pé de agrião sozinha em alguns minutos e pedir mais. mas eu respeito os outros, sei que nem todo mundo gosta. dia desses acordei com desejo. então fiz essa salada supimpa de agrião, mussarela de búfala, salmão defumado e molho de iogurte. muito muito fácil, saudável até a última mordida e deliciosa e refrescante. 

então quando você encher dos molhos prontos, e dos básicos, tenta esse. sem mistério e sem desculpa pra ser saudável. 

Image

ingredientes: 

  • 1 pote de iogurte desnatado (180g)
  • 1 xícara de chá de endro
  • suco de um limão
  • duas colheres de sopa de azeite extra-virgem
  • sal e pimenta

como faz: bata todos os ingredientes no processador. tempere com sal e pimenta, prove e corrija se necessário. regue sua salada predileta e pronto!

couscous de couve-flor

Imagem

essa é pros meus amigos vegetarianos. 
pros “em dieta forever and ever”. 
pros que não comem glúten. 
pros que acham que couve-flor não tem gosto de nada. 

vou confessar que eu fiquei muito surpresa com esse couscous de mentirinha. é simplesmente muito bom… e tem quase nada de caloria. fica mais delícia, ainda né? pode repetir, comer todo dia, mudar os ingredientes. vale tudo!

eu passei a couve-flor no processador, mas se você não tem um, pode experimentar passar no ralador. 

Imagem

ingredientes: 

  • uma couve-flor pequena (sem as folhas)
  • mussarela de búfala (+/- 100g)
  • 1 tomate grande picado, sem semente
  • 4/5 palmitos
  • suco de 1 limão
  • 2 colheres de chá de mostarda
  • 2 colheres de chá de semente de erva-doce
  • agrião
  • sal, azeite e pimenta

como faz: coloque a couve-flor já processada em uma panela ou frigideira, com o suco do limão, sal e pimenta. deixe por uns 5 minutos. deixe esfriar e misture com todos os outros ingredientes já picados. prove para corrigir o tempero e sirva. 

 

salada de abobrinha com cogumelos ao molho de hortelã

saladafresca2

frescor para um dia de calor, frescura de tanto carinho que leva. salada de abobrinha com cogumelos ao molho de hortelã. parece nome grande de prato de restaurante chique, mas como vocês já devem saber a gente aqui é bem facinho. então vamos lá, coloca um frescor de hortelã no seu dia.

ingredientes:

  • 2 abobrinhas grandes
  • 1 cebola pequena
  • 1 hortelã grande
  • suco de 3 limões grandes
  • 500g do cogumelo de sua preferência (nessa receita eu usei paris e portobelo)
  • 6 colheres de sopa de azeite extra virgem
  • sal a gosto e pimenta moída na hora

saladafresca3

como faz: bata no processador as folhas do hortelã, o suco de limão, o azeite e a cebola. tempere com pimenta e sal a seu gosto. pique as abobrinhas em cubinhos de aproximadamente 0,5cm e coloque no recipiente onde vai ser servida a salada. adicione o molho e misture bem. tire os cabinhos dos cogumelos, corte-os em cubos e adicione ao recipiente, misturando tudo. prove de novo para ver se precisa de mais sal.

bem, o que vai acontecer é que as abobrinhas vão “cozinhar” no limão, então o ideal é esperar pelo menos duas horas antes de servir. fácil, fresco e saudável!

atum no forno com camarão

Imagem
queria fazer uma receita nova com peixe. pra mim, qualquer coisa do mar é sempre a primeira opção. folheei todos os meus livros de receita e nada. então fui pra feira, e no caminho fui escolhendo meus ingredientes pro prato novo. bem facinho, delicioso, servido com salada verde. e foi super aprovado por quem comeu!

ingredientes: 

para o peixe:

  • 1 filé de atum fresco (em torno de 700g serve bem 3 pessoas)
  • 6 camarão médios (2 camarões por pessoa)
  • 4 tomates italianos
  • alecrim
  • 1 cabeça de alho
  • sal, pimenta moída na hora e azeite de oliva
  • 1 punhado de manjericão
  • 1 punhado de tomilho fresco
  • 1 ou dois limões

para a salada: alface, agrião, hortelã e palmito

Imagem

como faz: em uma travessa que vá ao forno, coloque os tomates cortados em 4, os camarões lavados e inteiros, e algumas cabeças de alho fatiadas. o ideal é, enquanto você prepara essa parte, que o atum fique guardado, porque se ele fica do lado de fora rapidamente começa a ficar com uma cor estranha. Depois deste ingredientes, lave bem o atum e coloque no meio da travessa. Tempere com sal, pimenta e azeite dos dois lados. Com uma faca faça uns furinhos na parte de cima do peixe e dentro coloque uns raminhos de alecrim de umas 4/5 fatias de alho. Por cima de tudo coloquei o tomilho, o manjericão, o alecrim que tenha sobrado, pimenta, sal e azeite. Depois esprema um ou dois limões por cima de tudo, mas não muito em cima do peixe. Cubra tudo com papel aluminío e leve ao forno pré-aquecido em temperatura média. Fique de olho no atum porque se ele passar do ponto pode ficar seco e sem graça. É claro que tudo depende muito do forno que você cozinha. O ideal é deixar meia hora no forno, depois retirar e com uma faquinha ver se ele está rosinha por dentro. Esse é o ponto ideal, no qual ele por dentro ainda está um pouco cru. Sirva com os camarões, tomates e a salada, fica delicioso!