gazpacho

Imagem

todo mundo faz cara feia pra alguma comida. eu faço cara feia para várias, coisas que você provavelmente nunca vai me ver cozinhando. mas, de tempos em tempos, eu vou lá e dou uma provada em uma ou outra, pra ter certeza (ou não) de que eu não gosto daquilo. porque você sabe, pega mal a pessoa que cozinha falar que não gosta e não come e não quer provar e sai pra lá.

eu tinha um problema com tomate. até alguns anos atrás eu não comia tomate cru. e tomate seco, nem pensar. hoje uma das minhas comidas favoritas é sopa de tomate. vai entender. mas o meu affair com o tomate seco durou 2 meses… porque ontem eu descobri que o danado é ultra mega hiper calórico. papo de 400calorias em uns 4 pedacinhos. juro, pode pesquisar.

pois bem, chega de conversa. esse post é pra celebrar o tomate, todos os seus benefícios, a sopa de tomate quente (em breve por aqui) e a fria, o gazpacho. aprendi a fazer essa com os meninos do ogrostronomia, achei super equilibrada, me encantei e já repeti algumas vezes. você pode deixar essa receita pronta na geladeira e servir quando quiser 🙂

Imagem

ingredientes:

  • 6 tomates grandes maduros
  • 1 cebola roxa
  • 1 pimentão vermelho
  • 1 pepino
  • gelo – uns 6 cubos
  • 4 dentes de alho
  • 1 pão francês amanhecido
  • azeite
  • sal
  • pimenta moída na hora
  • suco de meio limão siciliano

Imagem

como faz: coloque numa assadeira o tomate, a cebola e o pimentão sem sementes, todos cortado em cubos. regue com azeite, tempere com sal e pimenta e leve ao forno pré-aquecido por 40/50 minutos. coloque o pão em um pote com água e deixe amolecer por alguns minutos, escorra e reserve. descasque o pepino e retire as sementes. coloque no liquidificador todos os ingredientes. prove e corrija o tempero se necessário, agora é só servir!

panzanella

Imagem

olha, eu não sou muito de competições. não curto. tenho preguiça. deixo os outros ganharem. deve ser porque quando eu era pequena eu era ruim de competir e fiquei traumatizada. na verdade a única pessoa que eu gosto de competir é comigo mesma, uma coisa meio maníaca. então resolvi participar do desafio do mês do panelinha porque eu queria tirar uma foto bonita e, acima de tudo, provar a receita (lógico!). já adianto que deu super certo, que delícia! uma saladinha bem veranesca mesmo!

eu fui pesquisar um pouco e achei muuuitas variações. com alcaparra, sem pepino, com queijo, com pimentão, com anchova, enfim… você pode ir adaptando e fazer a sua versão favorita. a receita do desafio está aqui, mas vou copiar aqui embaixo também. 

Imagem

ingredientes:

  • 2 tomates bem maduros, sem pele
  • 4 a 6 fatias de pão amanhecido
  • 1 cebola-roxa
  • 1 pepino
  • um punhado de manjericão
  • 2 colheres (sopa) / 30 ml de vinagre de vinho branco
  • 6 colheres (sopa) / 90 ml de azeite extra-virgem
  • sal e pimenta-do-reino a gosto

Imagem

preparo: 1. Se a casca das fatias de pão estiver muito dura, corte-a. Coloque de molho numa tigela, cobrindo com água e 1 colher (sopa) de vinagre de vinho branco. Deixe o pão amolecer, mas sem excessos: não é para virar uma papa. Quanto tempo leva? Depende da consistência do pão. Retire da água, reserve. 2. Tire a pele dos tomates e corte-os em cubos, aproveitando inclusive a “água” que se desprende. Coloque-os numa saladeira. 3. Descasque e corte a cebola em rodelas bem finas; corte o pepino, também em fatias fininhas. Junte tudo aos tomates. 4. Rasgue o pão amolecido em pedaços pequenos, com as mãos. Adicione à saladeira. 5. Rasgue as folhas de manjericão e agregue. Tempere com sal, pimenta-do-reino, 2 colheres (sopa) de vinagre e uma generosa quantidade de azeite, no mínimo 6 colheres. Mexa bem, de modo que o pão absorva todo o azeite, o vinagre, o sal e a pimenta. 6. Cubra com filme e deixe na geladeira por 1 hora. Leve à mesa alguns minutos antes de servir, para que volte à temperatura ambiente.

 

 

katie’s friands

Image

se você prestar atenção, aqui do lado, mais pra baixo, tem uma listinha de links. sites que eu adoro, que não canso de ver. um deles é o what katie ate. a katie, veja só, é designer, e lá pelos seus 30 anos descobriu a paixão pela fotografia e pela culinária. juntou tudo e hoje vive de suas paixões. inspirador, né?

há poucas semanas o livro quando katie cozinha foi lançado no brasil e eu já adquiri um exemplar. lindo, as fotos são de morrer e babar e dar fome. resolvi fazer uma das receitas logo logo, e a escolhida foi a de raspberry friands (clica aqui pra ver a original no site da katie). fui dar uma xeretada no google e descobri que friands quer dizer “pequenos bolinhos franceses, normalmente feitos com claras de ovo e farinha de amêndoa. são primos do financier”. nhóim. 

adaptei um pouquinho (só um bocadinho, juro!) porque não queria fazer 18 bolinhos como na receita original e porque ao invés das framboesas usei morangos. ou seja, metade da receita original e morangos fresquinhos e docinhos. vamos lá!

Image

ingredientes: 

  • 5 claras de ovos
  • 150g de manteiga sem sal derretida
  • 1/2 + 1/4 de xícara de chá de farinha de amêndoa* (90g)
  • 1 + 1/4  de xícara chá de açúcar (185g)
  • 1/6 de xícara de chá de (50g) de farinha, peneirada
  • 200g de morangos picados

como faz: pré-aqueça o forno. unte as formas que irá usar. numa tigela, bata um pouco as claras. adicione os outros ingredientes, menos os morangos. coloque a mistura nas forminhas. usei usei as de cupcake, mas você pode usar outra se quiser. coloque por cima os morangos picados e leve ao forno médio por 30 minutos ou até a parte de cima ficar douradinha. faça o teste do palitinho pra saber se já estão prontos. tire do forno, polvilhe com um pouco de açúcar e sirva. 

* você pode achar a farinha de amêndoa em lojas tipo casas pedro. outra opção é comprar a amêndoa inteira e passar no processador até virar farinha. 

Image

torta de maçã

Imagem

eu não resisto a uma dessas nunca, e as variações de receitas são tantas que dá pra provar todas que aparecem pela frente. é muita alegria tirar a torta de forno, depois de meia hora daquele cheirinho maravilhoso de doce da maçã que vai invadindo a casa e criando a maior expectativa! incrível como tem certas combinações tão perfeitas, e tão simples, tipo torta de maçã com sorvete de creme, que vai derretendo do lado da tortinha…. ai ai. 

 o que eu gosto nessa torta é que não tem muito mistério. é basicamente farinha, açúcar, manteiga e maçã. molezinha! essa receita eu aprendi no panelinha, e deu tão certo que não mudei nada nas outras vezes que fiz. dica: use uma forma inteiriça, sem ser daquelas com o fundo removível, senão a calda vaza e faz uma lambança. como aconteceu comigo 😛

ingredientes:
para a massa:

  • 1 1/2 xícara de chá de farinha de trigo
  • 100g de manteiga gelada em cubos
  • 1 colher de sopa de açúcar
  • 1 pitada de sal
  • 1 a 3 colheres de água gelada

para o recheio: 

  • 6 maçãs (eu gosto de variar e uso das verdes e vermelhas, desde que sejam saborosas)
  • 120g de manteiga sem sal
  • 1 1/4 xícara de açúcar
  • 1 limão
  • canela em pó

Imagem

como faz: acho mais prático fazer a massa, e depois cuidamos das maçãs. numa tigela, misture bem a farinha, o açúcar e o sal. adicione a manteiga, ainda bem gelada e cortada em cubinhos. misture bem com a mãos, força na munheca. depois adicione, uma a uma, as colheres de água gelada e continue misturando. depois que já estiver bem misturado, faça uma bola com a massa, cubra com plástico filme e coloque na geladeira. deixe lá por no mínimo 2 e no máximo 24h. quando eu deixei por menos tempo depois achei mais fácil de manuseá-la. 
vamos às maçãs. deixe pronto algum ponte com tampa por perto e o limão. descasque as maçãs, uma de cada vez, corte em quatro, tire o caroço, e se quiser corte mais uma vez para deixar a fatia mais fina. coloque no pote e tampe. depois de todas cortadas, regue com o suco do limão.
mãos à obra, hora de fazer essa torta acontecer: tire a massa da geladeira e use uma superfície lisa e com farinha para abrí-la. caso você não tenha um rolo de massa, use uma garrafa de vinho ou similar para usar de rolo. abra a massa e coloque a forma em cima para ter certeza que a massa está um pouco maior que a forma. você pode deixar ela 1 ou 2 cm maior que a forma. em uma panela (que caibam todas as maçãs com folga), coloque o açúcar e a manteiga. depois de escurecerem um pouco, adicione as maçãs e cozinhe por uns 10/15 minutos, até elas ficarem um pouco macias. coloque as maçãs na forma, e regue com a calda que sobrar na panela. cubra com a massa, e as bordinhas que sobrarem, coloque para dentro da forma. coloque no forno pré-aquecido por +/- 50 minutos, até que a massa fique douradinha. para servir, coloque um prato grande em cima da forma e vire. assim, quando você retirar a forma, a massa fica por baixo e as maçãs por cima. sirva com sorvete de creme. 

 

bolo de chocolate de potinho

Imagem

eu nem curto muito bolo de chocolate, mas um dia com crianças em casa fiz essa receita da Rita Lobo e é uma delícia. molhadinho, nem muito nem pouco, transbordando fofura nesse potinho de coração.

eu dobrei a receita, porque uma só dá bem pouquinho.

ingredientes:

  • 1 ovo
  • 3 colheres de sopa de manteiga
  • 4 colheres de sopa de leite
  • 4 colheres de sopa de açúcar
  • 3 colheres de sopa nescau
  • 3 colheres de sopa de farinha de trigo
  • 1/2 colher de chá de fermento em pó

 como faz: numa tigela que vá ao microondas, derreta a manteiga (não é pra ferver, cuidado com o tempo!). retire a tigela do microondas, junte o leite e ovo e misture bem. depois adicione o açúcar, o nescau, a farinha e o fermento e mexa bastante até a massa ficar bem homogênea. divida a massa em potinhos ou copinhos, mas não deixe passar de 2/3 do recipiente, senão quando a massa crescer ela vai vazar. coloque no microondas por 3 minutos e pronto! cuidado para não queimar, porque sai bem quente.

jamie’s carbonara

Imagem

esse é um dos pratos mais gordos e deliciosos que eu conheço. a primeira vez que eu fiz, foi um domingo preguiçoso que não tinha “nada” pra comer em casa. então resolvi fazer a receita que tem nesse livro do jamie oliver querido. você também pode achar a versão em inglês aqui. o bom desse prato é que você não precisa de muita coisa. ovo, creme de leite, queijo ralado, macarrão, linguiça e foi. da primeira vez que fiz, usei o que tinha: queijo ralado boa nata de saquinho, creme de leite de latinha e por aí vai. da segunda, creme de leite fresco, queijo parmesão ralado na hora e linguiça defumada. a diferença é notável e confesso que ficou muito mais saboroso do que o carbonara original que eu comi em roma! normalmente eu dobro a receita para a mesma quantidade de massa (menos a linguiça e bacon) porque gosto de muito molho.

ingredientes:

  • 1 pacote de massa de 500g (de preferência uma massa comprida tipo talharim ou spaghetti)
  • 100ml de creme de leite
  • 4 gemas de ovos grandes
  • 100g de queijo parmesão
  • 2 linguiças tipo toscana
  • 2 pedaços de bacon
  • salsa
  • raspas de um limão pequeno
  • pimenta moída na hora e sal

como faz: corte o bacon em pedaços pequeninos e reserve. com uma faquinha, faça um corte raso na linguiça e retire a pele toda. divida e linguiça em diversas partes e enrole-as como pequenas almondegas e reserve. em um recipiente, misture as gemas dos ovos, o creme de leite, o parmesão, as raspas de limão e a salsa picada. tempere com sal e pimenta e prove. em uma frigideira com um pouco de azeite, frite as linguiças, junte o bacon e vá misturando até estar tudo frito. escorra a massa, mas use algum recipiente embaixo do escorredor para reservar a água*. na panela da massa, junte a mistura, uma concha da água da massa, o bacon e linguiça e a massa. o molho deve ficar cremoso, caso seja necessário coloque mais água para que fique no ponto de sua preferência. atenção: você precisa ser rápido no processo de misturar tudo e servir. o ovo não deve cozinhar! uma das massas mais deliciosas que eu já provei. um viva para o jamie!

* essa dica serve para qualquer massa que você fizer. reserva a água escorrida da massa e use uma concha para misturar com o molho. o acabamento fica perfeito e o molho fica mais encorpado e sedoso.