massa com camarão e alcachofras

Imagem

olha, amanhã eu entro de férias \o/ então por um breve período não vai ter post novo. e por isso eu fiz essa receita esperta, especialíssima e com todo carinho no pré-férias. prometo que eu volto bem inspirada pra ficar todo mundo de pancinha feliz. 

essa receita é moleza, e o capim-limão faz TODA a diferença. não vai deixar de fora, ok? 

Imagem

ingredientes:

  • 500g de camarão limpo
  • cheiro verde picado
  • 5 dentes de alho amassado
  • massa da sua preferência – +/- 250g
  • meia taça de vinho branco
  • um pote de iogurte integral
  • 150-200g de creme de leite fresco
  • um ramo grande de capim-limão
  • uma pote de alcachofra em conserva
  • sal e pimenta e azeite

como faz: coloque a massa para ferver. lave bem o camarão, tempere com sal e pimenta e reserve. numa frigideira anti-aderente grande, coloque o alho, umas 5 colheres de azeite e o capim-limão amarrado em um barbantinho (fica mais fácil de descartar depois) em fogo baixo por 5 minutos. aumente o fogo e coloque o camarão em levas, até ele fica bem douradinho, tire da frigideira e reserve. na mesma frigideira, coloque o iogurte, o creme de leite e o vinho, misture bem e deixe em fogo baixo por alguns minutos, até o molho começar a engrossar. prove e tempere se achar necessário. retire o capim-limão e descarte. adicione a alcachofra e o camarão, misture e depois adicione a massa escorrida. por último, adicione um punhado grande de cheiro verde picado. bom apetite e até a volta! 😉

Anúncios

polvo com tomates

Imagem

outro dia eu mencionei aqui uma viagem que eu fiz há 10 anos atrás pra espanha e como eu lembro de quase tudo que eu comi. a refeição que eu mais lembro foi em um restaurante numa pequena cidade de praia, com mesas comunitárias e onde o próprio dono nos atendeu. chegamos e pedimos pelo cardápio. ele respondeu que não havia cardápio, que o que eles tinham era o que tinha vindo do mar naquele dia. a partir daí, virou um banquete… panelinhas e frigideiras com peixes, frutos do mar, cozidos, fritos, assados, puros, espetaculares. era isso, comida na forma que eu mais amo. uma mesa grande, com comida fresca, simples e encantadora. esse dia foi marcante, e acho que daí se consolidou minha adoração por frutos do mar. eu lembro disso muitas muitas vezes, especialmente quando vou à feira comprar peixe e fico pasma com a variedade, formas, cores, tantas mil opções de preparo.

mas o ponto que eu quero chegar é o seguinte: sabe aquela história de que polvo é muito difícil de fazer? que tem que bater no polvo? congelar por não sei quantos dias antes de cozinhar? esquece! você só precisa de uma panela (nesse caso, de pressão) e do polvo. nem de sal você precisa. notícia boa, né? principalmente pra quem gosta de frutos do mar. vamos preparar um polvo então?

Imagem

 essa receita foi feita para 10 pessoas. o que é importante é o seguinte: o polvo reduz à metade depois de cozido. então se você comprar um polvo de 1kg, ele vai ter 500g depois de pronto. esse foi servido com batatas ao forno, mas também cai bem com um arroz de brócolis ou branco.  

ingredientes: 

  • 4kg de polvo
  • 5 tomates grandes e bem maduros
  • uma cebola roxa
  • um punhado de folhas de tomilho
  • uma xícara de chá de cheiro verde picado
  • páprica picante
  • uma cabeça de alho fatiado
  • azeite
  • uma cebola
  • uma folha de louro

Imagem

como faz: coloque o polvo na panela de pressão com a cebola descascada e a folha de louro. quando começar a dar pressão e sair a fumacinha, conte 10 minutos no relógio e pronto! yey! 🙂 continuando… tire o polvo da panela e deixe esfriar um pouco. enquanto isso, em uma panela grande, cubra todo o fundo com azeite, coloque o alho e o tomilho em fogo bem baixo. a ideia é que o azeite incorpore os sabores, mas sem fritar nada. corte o polvo em pedaços de aproximadamente 1,5cm. coloque na panela com o azeite. adicione o tomate cortado em cubos grandes, a cebola roxa fatiada bem fininha, pimenta moída na hora e a páprica. misture bem e deixe em fogo médio por uns 10 minutos. prove e corrija o tempero se precisar. adicione o cheiro verde e pronto! 

Imagem

 

 

bacalhoada

Image

eu curto muito esses pratos de tudo junto e misturado, sabe? parece um pouco desafio, já que a impressão é que se der errado, vai dar muito errado, diferente de um prato com vários acompanhamentos. eu gosto dessa mistura, de ter certeza que os ingredientes vão se dar bem, que eles precisam do mesmo tempo de cozimento, e que o todo será incrivelmente saboroso.

esse foi o prato do dia 25 de dezembro. duas travessas grandes de bacalhoada. regada no azeite extra-virgem. feita pra família, com o maior amor, e com  a visita ilustríssima de uma italiana de verdade que estava há apenas dois dias no brasil. depois de me ver na cozinha, e  de comer a bacalhoada, ela disse que eu cozinho como uma italiana. quase escorreu uma lagriminha. cut the drama, vamos à receita! sem medidas, depende de quantas pessoas você vai servir. você pode calcular uns 300g de bacalhau/pessoa. eu usei pedaços de bacalhau e desfiei para montar o prato, mas se você tiver umas postas bonitas pode usá-las inteiras. Image

ingredientes:

  • bacalhau já dessalgado
  • batata
  • cebola
  • pimentão
  • azeitas pretas
  • ovos (cozidos)
  • champignon
  • alho (muito)
  • tomilho

Imagecomo faz: precisa de um bocadinho de paciência, tá? separe a travessa que você vai levar ao forno. coloque uma panela com água para ferver. coloque o bacalhau, por partes, na água fervente e deixe por 5 minutos. tire da água e reserve. em outra panela, cozinhe as batatas por cerca de 20 minutos. corte os tomates, cebolas, pimentões. numa panela em fogo mínimo, coloque o alho, sem casca, com um ramo de tomilho e azeite e deixe por uns 10 minutos. reserve. nessa mesma panela, coloque as cebolas e deixe por 5 minutos. retire e reserve. desfie o bacalhau, e coloque no centro da travessa. em volta, arrume todo o resto (ovos cortados, champignon, azeitonas, batatas cortadas em 4, tomilho, tomates, pimentão, alho). regue com azeite, tempere com sal e pimenta moída na hora. cubra com papel alumínio e leve ao forno por 30 minutos. retire o papel e deixe por mais 15 minutos. prontinho. regue com o melhor azeite extra-virgem que você tiver e bom apetite!

vermelho recheado

Imagem

ah, a feira livre e a barraca de peixe… dá pra ficar ali uma hora olhando aquela peixarada toda, pensando mil receitas, mil sabores, 250 formas de preparar. e tudo bem saudável, fresquinho, colorido. dessa vez a receita é um vermelho recheado assado no forno, bem bonito e fresco, de 1kg. peça ao peixeiro para limpar o peixe para rechear. ele vai entender o que você quer e te devolver ele pronto. antes de rechear, leva bem o peixe em água corrente. depois de limpo, esse vermelho alimentou bem 3 pessoas. qual peixe você vai usar vai depender de alguns fatores: qual está fresco, qual cabe no seu bolso e (muito importante) qual o tamanho da sua travessa refratária. 

*dica: depois de todos felizes e alimentados, guarde a cabeça do peixe e o resto do molho para fazer um pirão em uma próxima refeição. você pode deixar tudo congelado até decidir usar. 

ingredientes:

  • um peixe pronto para ser recheado 
  • 4 tomates maduros
  • 1/2 alho-poró (uns 15/20cm)
  • 1 ramo de funcho
  • 1 ramo de tomilho
  • 1 cebola roxa pequena
  • suco de 2 limões
  • 1 colher de chá de açafrão
  • sal e pimenta moída na hora
  • 5 colheres de sopa de azeite 
  • 4 dentes de alho

como faz: corte os tomates em cubos pequenos, pique a cebola e o funcho, amasse o alho, fatie o alho-poró, separe as folhas do tomilho. ufa! em uma tigela, misture todos os ingredientes bem misturadinho. pré-aqueça o forno em temperatura média. em uma travessa que vá ao forno, recheie o peixe com a mistura. você pode usar um pouco do funcho para enfeitar a travessa, assim como alguns tomates e dentes de alho. deixe no forno por 30/40 minutos e pronto! 

espetinho de lula e cherne

espetinho3

começou numa manhã, comprando peixe e lula na feira, enfiando o dedo pra ter certeza que o peixe estava fresco e suculento, andando de havaiana e sentindo aquela leveza que se sente ao colocar um chinelo e um short depois de passar 5 dias de sapato atravessando a avenida rio branco.

terminou com uns 35 espetinhos devidamente devorados. resumindo: só alegria.

e é a coisa mais fácil de fazer, olha só:

ingredientes: 

para a marinada: *

  • suco de 3 limões
  • 1 molho de salsa
  • 1 ramo pequeno de dill ou endro
  • 5 colheres de sopa de azeite extra virgem
  • 5 colheres de chá de açafrão em pó
  • 1 colher de chá de noz moscada em pó
  • pimenta moída na hora e sal

para os espetinhos: (rende uns 35 espetinhos)

  • 800g de filé de cherne (você pode usar também outro peixe com o filé alto, para que posso cortar em cubinhos)
  • 800g de lula
  • palitos de churrasco

espetinho2

como faz: bata todos os ingredientes da marinada em um processador (caso você não tenha um, bata tudo no liquidificador). prove para testar o sal e a pimenta. lave bem o peixe e a lula. corte o peixe em cubinhos e reserve. corte a lula em fatias de +/- 1cm e reserve. meia hora antes de servir, mergulhe a lula e o peixe na marinada e misture bem. para servir, é só colocar nos palitinhos a lula e o peixe na ordem de sua preferência. coloque no grill aquecido por aproximadamente 3 minutos, virando depois de uns minutos. dica: a parte dos tentáculos da lula demora mais pra ficar pronta do que os anéis, então não coloque as duas partes no mesmo espetinho.

* vale a pena ter alguns temperos diferentes em casa. na feira livre normalmente você encontra uma banquinha de temperos que vende tudo super em conta. na feira que eu vou cada saquinho de tempero custa uns R$2.

atum no forno com camarão

Imagem
queria fazer uma receita nova com peixe. pra mim, qualquer coisa do mar é sempre a primeira opção. folheei todos os meus livros de receita e nada. então fui pra feira, e no caminho fui escolhendo meus ingredientes pro prato novo. bem facinho, delicioso, servido com salada verde. e foi super aprovado por quem comeu!

ingredientes: 

para o peixe:

  • 1 filé de atum fresco (em torno de 700g serve bem 3 pessoas)
  • 6 camarão médios (2 camarões por pessoa)
  • 4 tomates italianos
  • alecrim
  • 1 cabeça de alho
  • sal, pimenta moída na hora e azeite de oliva
  • 1 punhado de manjericão
  • 1 punhado de tomilho fresco
  • 1 ou dois limões

para a salada: alface, agrião, hortelã e palmito

Imagem

como faz: em uma travessa que vá ao forno, coloque os tomates cortados em 4, os camarões lavados e inteiros, e algumas cabeças de alho fatiadas. o ideal é, enquanto você prepara essa parte, que o atum fique guardado, porque se ele fica do lado de fora rapidamente começa a ficar com uma cor estranha. Depois deste ingredientes, lave bem o atum e coloque no meio da travessa. Tempere com sal, pimenta e azeite dos dois lados. Com uma faca faça uns furinhos na parte de cima do peixe e dentro coloque uns raminhos de alecrim de umas 4/5 fatias de alho. Por cima de tudo coloquei o tomilho, o manjericão, o alecrim que tenha sobrado, pimenta, sal e azeite. Depois esprema um ou dois limões por cima de tudo, mas não muito em cima do peixe. Cubra tudo com papel aluminío e leve ao forno pré-aquecido em temperatura média. Fique de olho no atum porque se ele passar do ponto pode ficar seco e sem graça. É claro que tudo depende muito do forno que você cozinha. O ideal é deixar meia hora no forno, depois retirar e com uma faquinha ver se ele está rosinha por dentro. Esse é o ponto ideal, no qual ele por dentro ainda está um pouco cru. Sirva com os camarões, tomates e a salada, fica delicioso!

massa com lulas

Imagem

Massinha pra aquecer o <3. Essa receita tem duas fotos porque eu fiz em duas semanas diferentes mudando algumas coisas. (a preferida do povo foi a 1ª)

Imagem

Tudo começou quando eu descobri que lula é uma coisa barata. Mais que camarão, mais que peixe, mais que carne. Eu morria de medo de deixar a lula borrachenta e sem gosto, mas o peixeiro me ensinou o seguinte: bote a lula na água fervente por 3 minutos e tá pronto. Olha que moleza! Mesmo se você comprar a lula congelada, também faz da mesma maneira, mas quando ela já estiver 100% descongelada. Não esqueça de lavar os bichinhos porque é bem normal eles virem com areia. Se você comprou fresco, corte em fatias de +/- 1cm e depois lave bem.

A diferença da primeira receita é que eu usei uma massa feita com azeite e lulas frescas. Na segunda, usei fetuccine e (não conta pra ninguém) spaghetti também. E lula congelada.

Ingredientes:

  • alho picado
  • sal e pimenta moída na hora
  • azeite de oliva
  • 5 tomates italianos grandes (na minha opinião são os que fazem os molhos mais saborosos)
  • 1 ramo de funcho / erva-doce
  • manjericão fresco
  • tomilho fresco
  • suco de 1 limão

Como faz: numa panela média coloque o alho, azeite, pimenta, sal e um bocadinho de água e deixe refogar um pouco em fogo médio. Depois coloque o limão e o funcho picado bem pequenino. Adicione os tomates bem picadinhos, misture tudo e feche a panela. Conforme o tomate cozinha, ele vira o molho, então não precisa colocar água nenhuma! Enquanto o tomate vira molho, lave as lulas, tempere com sal e pimenta e coloque a massa para cozinhar. Quando seu molho já estiver cheiroso e com uma boa consistência, aumente o fogo e logo adicione as lulas. Conte 3 minutinhos no relógio e apague o fogo. Misture a massa escorrida com o molho e com muitas folhinhas de manjericão e tomilho frescos e está pronto!